terça-feira, 2 de setembro de 2008

Uma rápida (e talvez necessária) apresentação

Um projeto de jornalista deve ser curioso, inconveniente, impertinente, talvez até um pouco invasivo.


Não tenho muita vergonha. Quase nenhuma. Na verdade a espontaneidade supera minha tímida timidez. Gosto das relações que simplesmente acontecem.


Sou daqueles que dificilmente vai juntar as escovas de dente com a de alguém. Eu uso a dela desde a primeira noite. Isso não é nada. Perto das alpargatas do sogrão.




Nenhum comentário: