terça-feira, 27 de abril de 2010

Globo e Serra - o Brasil quer mais?

Serra já tá no twitter, defende o Estado indutor e não usará gravata na campanha. Tenta mudar de cara, mas não abre mão de seus amigos, velhos amigos, dos anos de chumbo neoliberal de FHC.

A Globo é a Globo.

Desde 1965 ela esteve em todos os governos. Todos.

Lula contemplou a Globo com Hélio Costa, ex-repórter e diretor da empresa, com o modelo japonês de TV digital e com grande parcela da publicidade estatal.

A Globo ameaçada pela emissora do bispo acende uma vela para cada santo. Vai com Dilma, vai com Serra. Aproveita o embalo das pesquisas ainda apontarem leve vantagem para o tucano e comemora seus 45 anos dando uma forcinha para o ex-governador de São Paulo.


Lima Duarte, Zeca Camargo, Jô Soares, Angélica, Faustão e uma renca de "artistas" e "jornalistas" "isentos" entram em sintonia com o eixo de campanha de Serra neste clipe que já saiu do ar, mas que já entrou para o hall das grandes campanhas eleitorais da Rede Globo.

Vejam e se divirtam. A Globo estará no governo de Serra e de Dilma. Como se nada tivesse acontecido.


Nenhum comentário: