terça-feira, 8 de junho de 2010

Queremos a Copa


Quatros rápidos anos voaram e aterrisaram na África, o continente de onde tudo começou.

A humanidade volta para casa com a maior festa do mundo.

Sim, dominado pelas grandes corporações.

Ok, realimentando o império que Havelange construiu.

Tá certo, assim como na Fórmula 1 a concorrência fica entre a Bridgstone e a Pirelli, teremos o embate entre os patrocinados pela Nike contra a Jabulani e os patrocinados pela Adidas com juras de amor à bola da Copa.

Tudo isso e mais um pouco completa o circo espetaculoso que será assistido por não menos que 2 bilhões de terráqueos.

Na torcida, são milhões de treinadores, já dizia o jingle da Globo de 94.

Aqui, do alto das nossas sabedorias, opinamos, enaltecemos e execramos.

Tudo já não vale mais que a paixão enlouquecedora que o futebol produz no ser humano.

Um terço do planeta vai estar vidrado. O resto vai comentar, nem que seja um pouco. Nem que seja um gol. Nem que seja o nome do campeão.

Estamos do lado daqueles que esperam a Copa chegar em '14. Para isso preparamos um especial que retratará em seis edições as últimas seis décadas de futebol, história, política. Seis décadas em que os personagens da Copa do Mundo se confundiram com as nossas vidas.

Nesta empreitada conto com a parceria do amigo e sociólogo Israel Dutra.

O blog sai do marasmo e entra nela.

Queremos a Copa.

Nenhum comentário: