sexta-feira, 1 de julho de 2011

Estética do Frio - parte 1, inverno 2011

Em Porto Alegre, este frio, que dentro de casa nos assola,
Não é o mesmo frio que, sem dó nem piedade, invade lá fora

Não há juntas sem frio, não há pesadelos no inferno quente
Por mais periódicos que se escreva, não há jornal suficiente

Nem A, nem B, nem H1N1
uma, duas, três guaiacas

o poncho em cancha aberta
o mate na sombra do arvoredo

o fogo de chão e a costela longamente assada

A paleta, ainda fresca, no cinza congela.

Fonte: CPTEC/INPE


Nenhum comentário: