sábado, 10 de setembro de 2011

Coisas dos '90


Ah as paixões da infância
essa coisa arteira que contamina os pingos de gente

essas coisas inacabadas, incertas
que a gente não vê crescer

como era boa a paixão e o amor sem curvas
das crianças que se admiram pela simpatia e pelo cheiro pueril

o amor-imaginação
é uma das coisas que não podem acabar nunca

aquele nervosismo por pensar como seria se um dia tivessemos a chance
bendita

muitas vidas depois
a gente vê de longe, morena, distante

e só sabe que assim como tu
outros tantos e tantas miram à distância

Nenhum comentário: